domingo, 13 de março de 2016

HORA DO RECREIO

A alimentação equilibrada é fundamental para o fornecimento de energia, crescimento e desenvolvimento das crianças. Por isso, o recreio pode ser um grande aliado dos pais no cuidado da saúde dos pequenos. A lancheira precisa unir sabor e alimentos que forneçam vários nutrientes, tais como carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais.

Na escola, a oportunidade de socialização da criança na hora do lanche faz com que este momento seja divertido e cheio de descobertas, contribuindo para despertar a curiosidade em experimentar novos alimentos e ajudar na formação de bons hábitos alimentares.

É importante usar a criatividade e se atentar às novidades e informações nutricionais de cada produto, além de contar com o apoio de um nutricionista na alimentação das crianças, já que hábitos alimentares inadequados adquiridos nesta fase podem prevalecer no futuro, o que aumenta o risco do aparecimento de várias doenças.

"É importante que as crianças se alimentem bem entre as refeições, caso contrário podem apresentar fraqueza cansaço. Recomenda-se incluir nos lanches todos os grupos alimentares e evitar alimentos ricos em gorduras trans ou com baixo calor nutricional", explica a nutricionista Melina Aniquini.

COMO FAZER UMA LANCHEIRA SAUDÁVEL

É essencial dar atenção ao tipo de bebida que os filhos consomem. Por isso, é importante priorizar a hidratação com água e bebidas nutritivas, como sucos de frutas naturais ou água de coco. "Aposte em opções como pães integrais, queijos magros, frutas e bebidas nutritivas.

Quando combinados, estes alimentos oferecem carboidratos, proteínas e vitaminas importantes para o crescimento de energia para as atividades na escola, orienta a nutricionista Márcia Gowdak.

O segredo é variar a alimentação dos pequenos em todas as refeições, incluindo alimentos de todos os grupos. No almoço e no jantar, vale combinar arroz ou massas, com carnes magras, saladas e legumes, além de frutas ou sucos nutritivos com pães, queijos e iogurtes.




que tal envolver seu filho
na preparação da lancheira?


"Pedir ajuda à criança para montar a lancheira também colabora na formação de hábitos saudáveis.

Para que isso aconteça, basta fornecer as opções e conversar sobre a lancheira, para que ela aprenda a combinar os alimentos", sugere a especialista.

OS VILÕES DA ALIMENTAÇÃO

Os salgados fritos não são recomendados para lancheira, pois além de terem alto teor calórico e gorduroso, deterioram-se facilmente. "Ou seja, seu filho ingerirá uma grande quantidade de gordura, sem quantidade significativa de nutrientes e vitaminas, e como é um alimento que será consumido dali à algumas horas, há rico de não estar em condições adequadas de conservação e palatibilidade quando seu filho for comê-lo. Evite!", recomenda Melina.

Ela explica também que, ao contrário do que algumas mães e pais acreditam, os sucos de caixinhas não são uma escolha saudável, pois geralmente contém grande quantidade de conservantes e açúcar. Em média, cada 200ml de suco artificial equivale a 2 colheres cheias de açúcar. Por isso, o melhor é optar pelos sucos naturais, como os de laranja ou limão.

Os lanches com embutidos como salsicha, salame e presunto, também devem ser evitados por conterem alto teor de gordura e sódio. "O ideal é optar por ingredientes menos gordurosos e com menor valor calórico, como peito de peru, omelete e queijo branco. Você pode rechear o pão com esses ingredientes, além de folhas como alface, rúcula ou agrião", indica.

Os tão amados salgadinhos de saquinho também representam um risco em gorduras saturadas, sódio, açúcar, corantes e conservantes químicos, e pobres em vitaminas e minerais, com nenhum valor nutritivo e muitas calorias. Além disso, podem causar problemas de saúde no futuro, como Obesidade, colesterol alto e Hpertensão. "Você não vai querer incluir esse vilão na lancheira do seu filho, certo?, questiona Melina.

Por fim, os bolinhos doces industrializados com recheios artificiais devem ficar de fora da lancheira, pois contém alto índice de gorduras e ingredientes artificiais. Ou seja, são pouco saudáveis e nada nutritivos. Além disso, comer doce na hora do recreio geralmente não mata tanto a fome com ingerir um alimento salgado. "por isso, não há vantagem alguma de incluí-lo nos lanchinhos" Finaliza.

o segredo é variar a alimentação dos pequenos em todas as refeições,
 incluindo alimentos de todos os grupos

fonte: revista in/ fev 2016/ n 291

Ovo de Páscoa - Tabela 2017

Ovo Tradicional ao Leite ou com Flocos de Arroz ou Amendoim 1 kg R$   90,00 500g R$   45,00 350g R$   31,50 2...